27 de maio de 2012

Maio já está no final ...

E com este fim , vem as reflexões....
O mês de meu nascimento,do meu constrangimento , o mês de minha maior tristeza e quando lembro sempre de minha maior saudade;estava deitada em meu sofá quando minha sobrinha pergunta - está triste? Não sabia o que dizer ,porque também não sabia o que sentia naquele instante ... por aqueles minutos percebi que um peso enorme saíra do meu coração! Foi uma sensação gostosa de alívio mas que logo passou.
Este é o espaço no tempo em que fiz 28 anos e minha mãe 16 anos que passou pra outro plano,não consigo ainda nesses 16 anos comemorar meu aniversário no dia ainda é traumatizante , é quase impossível chegar às 18 horas e não lembrar das cenas da minha maior incapacidade, a de não ter podido ajudar minha mãe em seu momento de agonia ... eu sempre peço pra que o dia encerre,pra que eu possa dormir e ele ter um fim , e foi o que fiz em meu niver , dormi pra permitir que o tempo corra sem que eu veja!
Consegui recomeçar ... é sempre um parto!
Agora ainda há tanto a viver que olho pro lado e começo por onde? Estudos meio sem compromisso,amores,amantes e trabalho ... ainda há o que viver! Recomeço daqui ,exatamente de onde parei e vejamos o que pode acontecer ... pois "pode acontecer tudo inclusive nada".

2 de maio de 2012

a vida já está de pé ...



rosa rocha
vivendo em um vazio...
uma folha em branco,
uma caneta sem tinta.

o amor mudou-se pra lua,
e nem se quer me deu tchau!
grilos,sapos
ixi acho bom coachar!

acorda menina,
o dia raiou,
coruja já piou... mas de nada adiantou!