27 de dezembro de 2010

Então foi natal...


Este foi o meu décimo quinto natal sem meus pais , e também sem minhas "pimpolhas" [gió,maysa e Lisa] é também o segundo natal em um novo endereço , e isso me faz pensar em até quando permanecerei por aqui !!!
hoje não me é mais tempo de esperas , a ação reclama sua presença em meus
cenários ...

19 de dezembro de 2010

MEU MEDO

Imagem: Google

São às flores , que me fazem recordar coisas que fiz,
que quero esquecer ,
sorrisos francos ,
saudades perdidas .
São nas rosas que encontro a mansidão de estradas vazias,
complexos e mentiras ,
verdades sombrias !

Quero encontrar a não " famosidade" que se rompe em meio a tantos ,
que nos distancia e nos recolhe nesse aperto que se encontra em meu mar,
que rasga ao meio as águas que jorram em mim,
é incontrolável o desespero que não entendo,
em meio a essa agonia que me rompe e me toma ,
nesse instante tenho medo ,
tenho a sombra em mim,


O medo,
do vazio,
das emoções ,
da verdade ,
de ir ,
de voltar ,
o de ficar ,
o medo de estar tão perto e se sentir tão distante;
do desejado ,
do amado ,
se temos futuro ,ou se já passamos desta estação;


Estação essa que passamos e as imagens se avivam conforme ficamos,
mas se esmaecem também,
é esse o medo da falta da permanência,
da vivacidade das cores da nossa felicidade.

Tenho medo de perder a falta que você me faz,

















7 de dezembro de 2010

uso as palavras,para decifrar o avesso em mim !

27 de novembro de 2010

Benditas lágrimas a serem ditas ...

20 de novembro de 2010

Fim


O que não quer dizer que deixei de gostar de suas mãos em mim,
do seu sorriso a mim,
seu olhar compromissado ,
acabrunhado,
solidário !
A gente só não se completa mas,
as lágrimas já não fazem mais sentido ,
os sorrisos já não são pelas mesmas coisas,
EU TENTEI FAZER VOCÊ PERMANECER EM MEU ESPAÇO ,
MAS O QUE TENHO NÃO É O BASTANTE,OS NOSSOS NÃO SE MISTURAM,
OS CORPOS ESQUECEM DE SE INVADIREM,OS DIAS SÃO MEUS ,AS NOITES SUAS,
AS MÃOS SE PERDEM ,HA Mais não's que sim,

19 de novembro de 2010

Ansiedade


O tempo vai passando ...
os ventos mudam de lugar ,
mas o pensamento permanece fixo ,
o olhar se perde em meio a papeis ,canetas e um sorriso.
Encontro motivos pra recordar em cada gesto , som , lugar ,
a vontade de estar perto,
de escutar sua voz ,
de falar ,
quero estar perto.
Sentir com seu toque ,
arrepio,
fantasiar , desejar alegria
Na verdade , quero ter você comigo sempre ao alcance
se estou em casa quero te ligar
se estou no trabalho encontro motivos pra te ver,
se estou a ir pra casa ,era com você que queria estar em companhia.
Mas você se esconde,
em frestas,
em papéis,
luzes e trancas.
Te gosto e você nem sabe ,
te quero e você nem percebe,
são sinais ,
mensagens lançadas ao ar,
aos cantos para que nesta dança, enxerguemos um ao outro e enfim permanecermos um no outro.

11 de outubro de 2010

O que quero hoje?

O que quero hoje?
É que o tempo passe depressa,
sem tropeços ,
e retire o contrapeso
que hoje pesa sobre mim.
Quero que a chuva lave o dia
levando a agonia,
Da falta do cheiro,
do calor ,
da alegria!

25 de setembro de 2010

Por onde Andei...


Cabelos longos ,
dentes afastados,
vontades inesperadas,
surtos emocionais,
carências anormais,
solidão ,
tristeza,
cabelo curto,
coração cheio,
você,
vazio,
lembranças,
lembranças,
lembranças,
saudade,
saudade,
medo,
agonia,
vontades!
esperas!

21 de setembro de 2010

Por Quê


Já não sei ,
a noite lembranças boas e ruins se espocam no ar ,
e a sensação de alívio e dor se confundem ,
a impressão de feridas curadas se desfazem como num lampejo de luz,
perguntas antigas veem assombrar ,
e numa tentativa desesperada de salvação ,
lanço-me num espaço sem horizonte onde não se sabe onde chegar...

no espelho me olho ,
e nada encontro ,
estou só ,
e sem me reconhecer ,
toco-me e nada sinto ,
(silêncio...)*
e às vozes de sofrimento param ,
(será que adormeci,penso...)*
olho para o lado , e nada encontro,
olho - me novamente e percebo , que estou
e sem pensar no que realmente quero ,
volto a usurpar , meus pensamentos e me tomo como pessoa que sou;

19 de setembro de 2010

Leila Pinheiro e Pedro Mariano



Foto: Rosa Rocha

Era noite de sexta-feira e eles vinham brindar mais um fim de semana na vida de quem busca incessantemente encontrar a felicidade em gotas de oportunidades ofertadas.Não cantaram o que normalmente gosto de ouvir deles mas , me encantaram com magnificas interpretações de João Bosco , a alegria assaltava cada nova música ,cada novo tom ... às luzes quentes do palco ,transportava-se ao meu coração com sensação de paz e ternura , uma noite verdadeiramente mágica ... .

7 de setembro de 2010



Na contramão da saudade ,
a felicidade se hospeda em um coração acostumado a escassez ;


4 de setembro de 2010

E Tudo Era Ilusão


E tudo era ilusão,

o seu sorriso a mim,

seu perfume,

seu impudor!

O seu chamado não era pra mim!

suas mão não estavam em mim!

aqui , apenas a vontade ficou !

o corpo febril negava a certeza ,

o seu olhar não era mais pra mim ,

e restou a saudade que não se exauriu ,

o suor ,a saliva ali existiam ,

mas não era a minha que sua boca pedia,

era só o meu desejo que sucumbia em sonhos,medos e covardia!

28 de agosto de 2010

E é Você Sempre Por Aqui !


O que acontece ,
quando anoitece e em ti meu pensamento se perde?
é o que me apetece ,
viver em ti ,
te ter em mim!
O que acontece,
em dias de chuva em que o calor inunda e o vazio perturba?
é o que me diverte,
pensar em ti ,
te ter aqui ,
te ter em mim !

22 de agosto de 2010

Lisandra

Quando num instante de apreensão um choro alimenta o coração ,
às mãos se inquientam ,
a curiosidade aguça ,a respiração perturba.
É quando nada mais importa a não ser a vontade de te sentir ,
de te fazer sentir protegida.
É tudo novo de novo,
nesse momento em que a vida se renova em minha casa,

AMORES QUASE SEMPRE PERFEITOS


O amor visceral,

Que chega em uma voz que excita,

o corpo treme,

os olhos brilham,

O amor de tantos modos,

Com estórias divertidas ,

que liga ,

que desliga,

que explica ,

que tudo é um vício,

O amor de modos tantos,

Com risos ,

sem motivo ,

que corre sem prejuízo a quem queira ..

O amor de detalhes ,

que se escondem por trás da alegria,

que se esmorece ao morrer,

Quando se torna adubo para o próximo amor do dia.

21 de agosto de 2010

E só restou a SAUDADE

Rosinha , sua mãe está te chamando ,
rosinha quer uma balinha ... minha preta me dá um abraço ,deixa eu fazer cavalinho .
Essa saudade que me alegra , hoje me entristece porque quem me dava todo esse carinho se foi esta semana pra estar junto de Deus e meus pais.
Durante toda minha infância tinha que ir a sua casa para receber esse carinho , pra ter o prazer de ver a novela das seis com sua esposa , jogar sapos de plástico em seu cabelo e ela sair pulando achando ser lagartixa ,pra ouvir minha mãe chamando pra jantar.
Há muito não os vejo , mas precisamente 2 anos , agora restou o vazio que acontece quando tudo parecia ser preenchido, onde o silêncio se fez presente me deixando com o olhar perdido, marejado a cada velha lembrança.
Meu amigo "Tonhão" , você vive em cada lembrança que tenho de minha velha infância , você fez parte de toda um vida de felicidade , e sempre estará presente ao meu lado.
Sentia-o parte de minha família , e o queria eterno ,por que pessoas boas como você não devia falecer , pois iluminava a rua pacata em um interior da bahia tão importante pra gente ,você é especial ,preenchia todos os espaços vazios em meu coração ... Você sempre será uma das minhas felizes lembranças.

6 de agosto de 2010

Um Sorriso Qualquer


O dia era de um sábado comum como qualquer outro,
Luana acordou cedo,fez sua caminhada e logo se acordou que teria dentista logo mais , se aprontou ,pegou as chaves de seu carro e partiu .
durante o trajeto ,ligou o rádio e lá estava passando à música de tantas gargalhadas , e o mesmo fez - gargalhou de suas lembranças e quando se deu conta ,lá estava .Adentrou ao prédio , até então tudo como antes , chamou o elevador e quando abre a porta , olhos verdes sorriam pra ela a convidando para entrar , um sorriso a cumprimenta e ela sem jeito retribui o olhar, o sorriso ;os dez andares pareciam não reduzir e a excitação exalava no ar , a respiração já era ofegante ,Luana estava fora de si ao ponto de direcionar-se para ir de encontro ao tal desconhecido,mas eis que o previsível acontece , o elevador para, e cada qual a seu destino segue , sem um tchau ,um sorriso qualquer.

3 de agosto de 2010

Pensando em Você




É só pensar em você que as palavras me fogem , correndo soltas pelo vento para se encontrarem em meus pensamentos , a inconstância do vai e vem , transporta-se aonde ninguém sabe...

são afirmações diárias que redescobrem às cicatrizes da saudade que você ainda me faz.

Hoje o que enaltece estas paredes inóspitas , não é a saudade que tanto me aflige , é o amor que ronda meu coração sem rodeios.

1 de agosto de 2010

E Nada Existe




e nada existe,
se eu pensar que estas tão longe ,
longe ao ponto de braços e pernas não mas alcançá-lo;
e nada existe ,
se eu perceber que seu perfume exala ao meu corpo;
e nada existe ,
se imaginar você do avesso ,sem nexo , sem tropeços;
e nada existe,
se não existo sem te pertencer em braços ,boca e mente.

19 de julho de 2010

A Noite de Alice


Alice acordou com a lembrança de Felipe em seu braço direito ,uma manhã fria acobertada por lembranças do amor sereno da noite passada !Quem era ele? seu namorado desde sempre.
A alegria em seu rosto era evidente e em seu passo a cada cômodo de sua casa ,lembranças a assaltavam , ela sorria alto a cada reviver , o coração pulsava como se alí ainda existisse a cena , às mãos que a seguravam quentes e o pudor que lhe era tão presente escondeu-se em meio a grande euforia .O que na verdade se expandia por entre portas e janelas , era o que a compactava em seus mais variados mundos , eram portas entre abertas ,janelas escancaradas e o vento que o anunciava , era o prenúncio de muitas saudades , vontade , vivacidade.
Alice naquela manhã não precisava mas fingir que entendia às conversas de suas amigas ,por que agora ela também era adepta do amor ação ;ela agora se tornara mulher ,mulher de devaneios , de arrepios ,mulher , Mulher.

12 de julho de 2010

Me sentindo feliz


A felicidade que consome a energia do lar ,rompe portas e janelas e vai te buscar aonde não o encontro , aonde existe àquele mar ...
E quando retorno a este momento de minhas lembranças , que as lágrimas curtem o meu sorriso , porque te encontro , te sinto outra vez em respiração , voz , pele, emoção;
ah o nosso mar ...de marolas ininterruptas , maresia leve que vem ao vento soando como em seu cantar ; relembrando nossas músicas ao pé do ouvido , e mãos ,pernas que dançavam aos encantos de seu olhar ;
Olhar de vontades , de vitaliciedade , de nós ...
E não me arrepende de ter dito tantas vezes Eu Te Amo , pois sei que valeu a pena cada abraço , cada suspiro , cada sonho !

22 de junho de 2010

Los Dos





Em duas noites de lua crescente , com o inverno chegando de mansinho os sentimentos de angústia, ansiedade foram acarinhados com a presença de Isabella Taviani.Os acordes sorriram ao cruzar-se por entre janelas e corredores , encaixando um show ao outro, alimentando a falta que ella faz por aqui .
Na sexta do dia 18/06 era de observação , de sentir o novo show,fazer minha análise,obter a melhor impressão deste que já me encantara desde o nascimento de seu cd- a sublimação , a voz suave , a vibração em meu coração ... era o encontro do meu momento de bem-estar ,com toda alegria e encanto que alimentaram a alma de seus fãs que a esperam a algum tempo.
No sábado , ah o sábado ...a vibração era mais forte , condensada , o coração não queria continuar parado , era como se o mesmo chorasse a cada pausa de violão , a cada novo riff...às lágrimas que a mim pertencem , aventuraram-se a não rolar , mas é que o desejo era mais forte e elas não puderam aguentar , foi quando em vendaval a resistência quebrantou-se , o coração aliviou-se ,por ter se permitido esvaziar-se , mesmo que por um instante .
São noites como essas, que quero reviver a cada novo luar , porque ascendem o coração , aquecem a alma ,me mostra possibilidades infinitas ...

25 de maio de 2010

Fases


É engraçado como a gente percebe às fases da vida se esvaindo,
quando criança a sensação é que o tempo não passa nem depois de muito pedir à Deus ,para ser grande ,para poder ir à festas,namorar, ficar até tarde na rua e ninguém reclamar .
Mas aí a gente cresce , se torna adulta e a pressa pra ter tudo que não podia ser , se perde pelo caminho , e então,passamos a pedir o contrário, que tudo passe devagar ,para poder apreciar mais o olhar da minha mãe ,do meu pai , para conseguir discutir todo o relacionamento com o namorado , fofocar por horas ao telefone com às amigas e ainda ter tempo para trabalhar ,ir ao cinema e dormir !É um tempo que corre ,que tem pressa , que se encolhe ,que não espera.



18 de maio de 2010

Luz e Agonia




encontro com você ,
em sonhos ...
em lugares que prefiro nem falar,
em noites vazias onde sofro querendo te amar.

você se esconde e o tempo tão cruel,
nos deixa escapar alma e coração perdidos em meio a ilusões,
que só em você consigo encontrar.

Somos como frases soltas,
versos imperfeitos,
foto de polaroid,
Como sol e a lua,
a noite e o dia ,
Luz e agonia.



17 de maio de 2010

Mais uma Segunda

Valorizo cada olhar ,
cada novo dia ,
o sol de hoje é o meu único futuro!


Ontem a prova foi bem equilibrada ,vamos ver em que posição no ranking consigo ficar [:)]

16 de maio de 2010

Mais Uma

hoje é domingo ,
dia de prova,
dia de labuta,
dia de concentração,


13 de maio de 2010

Era Você



Era você sentado a olhares profundos,
me despindo,
me inibindo ,
me revertendo,
Era você que me dizia ,
vem ?!
me toque ,
me envolve ,
me encobre,
Era você em silêncio ,
saindo,
partindo ,
fugindo!

12 de maio de 2010

11 de maio de 2010

Um novo dia





O que posso pedir a esse novo dia ?
Saúde ,concentração ,
posição é o que almejo ,
mas atenção é o que preciso!

BOM DIA A TODOS !

10 de maio de 2010

Meu dia 10






Tão esperado ,
tão sofrido ,
tão superado ,
Tão vivido!

9 de maio de 2010

MÃE

O distante e invisível;
o sentimento de perda e a sensação de abandono mesclaram no instante em que,ao cerrar os olhos e deles não ser mais permitido à porta de sua alma abrir.
O vazio transbordou um meu peito como se dali não mas jorrasse amor,
não mas fosse possível quebrantar o silêncio com a alegria de um sorriso.
no pequeno instante em que minhas pequenas mãos de ti sentiram falta, nossas vidas tornaram-se passado de um amor sem fim,meus olhos de tristeza vazaram e ainda hoje clamam por seu afagar.
Ainda sinto falta de seu calor junto ao meu e do meu amor ao toque do seu ,do seu sorri sereno ao enxergar o meu.
Queria ter você ainda aqui,pra fazer coisa boba mesmo sem pretensão de ser mais,
rir de sua alegria ,descobrir nossas afinidades , nossas aparências.
Queria ainda ter tido tempo de saber que sabes muito sobre mim , que sabes porque choro , se sabes porque acordo mas você não está aqui , e a mim só restou imaginar como seriam as coisas.
Talvez não tive tempo de te abraçar o tanto que queria ,de beijar-te até sufocar-te ,
Só tive tempo de guardar o teu cheiro e nele delirar carinhos ;esse cheiro de roupa limpa inebriado com alfazema e um tantinho de tempero caseiro
Um cheiro de Mãe!
Meu sinônimo de saudade,minha obra de arte ,meu coração!
Mulher que ao longe me distrai em barreiras e canções,é você que sempre me diz mesmo que em arrepios,palavras que preenchem o seu vazio.
O que eu quero com você ?
Já não possuo este controle,mas é em você que penso sempre que fecho os olhos,
seja para dormir,seja para chorar,seja pra sorrir.
E, é a uma certa noite que retorno, sempre que penso em ti;
Te Amo!

3 de maio de 2010

INCERTEZAS

Queria certezas mas o tempo só me traz mais dúvidas,
Queria era sair gritando pra ver se passa esse medo desta grande saudade do que foi bom durante sua presença , essa ausência me confunde;
a face snob de nós mesmos , torna patética a reinvenção de uma vida já aceita;
sigo os passos de um coração selvagem , onde tudo às vezes é nada e o pouco imprevisível

14 de abril de 2010

VÁCUO


No ensejo dessa manhã me pego a pensar na realidade que me acoberta,pensar no que não fiz é o que mas me consome ,e chorar pelo que não foi não faz parte de mim e assim no silêncio dos meus pensamentos me esqueço que não sei dançar talvez como o mundo percorre ,e a impressão que me ocorre é que sempre estou a um passo a frente ou dependendo do ponto de vista, a um a trás;
Sou feita de metades e cada uma delas hoje necessita de alguém , um amigo que esteja distante, uma mãe que já se foi , um amor que não busquei ,e ai percebo que a felicidade de um amor que nunca morre , está aqui comigo dentro dessa minha casinha reclusa que eu simplesmente me nego a abrir para evitar mais sofrimentos ou até mesmo ,para não criar expectativas para grandes ilusões.
E o silêncio com seu barulho perturbador não me deixa esquecer o que seria mentira ou que teria que ser ,talvez se compare com o que ninguém quer entender ou o que ninguém pode ser , mas no barulho do seu silêncio me faz entender o que ninguém pode ter.
É que nem sempre eu queira entender ,que você nem sempre está disposto a me ver de modo que fiquemos em um mesmo patamar , juntos em um só lugar ...

8 de abril de 2010

O TEMPO


O tempo que corta o vento ,
o vento que sopra o tempo ,
mãos que aquietam o tempo ,
afago que esquece a tempo,
vontades que se encerram a tempo,
saudades que se impõem ao tempo,
Esse tempo que se encerra em mim ,
como se não passasse ,
como se só ficasse,
como eu e fim!

2 de abril de 2010

Meu Blog


Sempre venho aqui e escrevo algo que estou sentindo ; coisas que representam muito a minha essência:Angústias , medos,certezas , saudades .
Hoje resolvi escrever sobre esse prazer , o sabor que minha boca degusta ao conseguir fazer escapar cada palavra incrustada em meu coração que não se ilude com palavras macias e delicadas, que se esconde atrás de verdades de papel .
A liberdade que me faz respirar mas livre como se nada pudesse abalar minhas convicções ,sobre as teorias de amor que rascunho a cada novo sol , que se desgasta com o brilhar da lua e renasce a mais um nascente.Esse desejo que nasce a cada novo sorriso , saudade , vazio .
E é quando me falta o respirar , que debruço-me ao desejo de meus dedos , olhos ,boca e coração .
São caracteres que parecem nada , mas que no fim me dizem tudo ,ao relê-los me encontro e às vezes me perco novamente , para esboçar um novo fim ou ter um novo começo .

1 de abril de 2010

Eu em Nos


São versos quase desconexos ,
que encontro meu reverso,
são chamas quase brandas ,
que encontro minha tortura,
São clichés em DVD's que me encontro com você !

29 de março de 2010

Sou!


Sou fonte de abismo,
luz ,
escuridão,
sou sombra de verão,

corrompo meus olhares ,
versos ,
fracassos,
ocasiono delicadezas ,
sou sombra de verão.

Renasço a cada quinto ,
sucumbo aos lamentos ,
sou fonte ,
sou prece,
sou quase erosão!
O som que caminha ao silêncio ,
carrega amores e medos
A luz que ilumina meu dia,
transforma sonhos e desejos,

20 de março de 2010

QUERERES

Queria que o mundo parasse,
e eu pudesse olhar,
de dentro pra fora,
pra eu permanecer ,
retroceder ,
caminhar ...

Queria ficar aqui dentro,
e o coração esquentasse a tempo
de te ter aqui por perto,
sem medo ,
sem pressa...

Queria sentir o desejo,
sua carne ,
seu verbo,
pra que amanheça em mim a força de você em mim .

13 de março de 2010

Durmamos ,

e quem sabe um outro dia se apresente,
nos contemple,
envenene;
Quem sabe rascunhe,
fantasie,
relembre,
Quem sabe ,
o tempo passe ,
e não enterre a gente,
e convença a Ele que o amanhã seja diferente !

3 de março de 2010

a face snob de nós mesmos , torna patética a reinvenção de uma vida já aceita

22 de fevereiro de 2010

Escolha

Optar por si,
e ter consciência pesada ,
seria estar fazendo o errado,
ou seria apenas consequência desta escolha?

16 de fevereiro de 2010

Se se tem o que se foi dado ,
cobra-se sempre o que te foi negado,
inverte a mim presente passado,
volto a sorrir no imaginado...

14 de fevereiro de 2010

Sou fonte de abismo ,
luz e escuridão ,
sou sombra de verão

Rosa Rocha

13 de fevereiro de 2010

se saudade alimentasse o coração dos feridos ,
este nada seria além de músculo...

21 de janeiro de 2010

Possibilidades do Amar




Se ainda ,
nada valesse a pena ,
eu teria minha alma disposta a juntar-se a sua ,
pra que um dia ou dois pudéssemos nos juntar novamente ;

Se conseguisse gritar,
e ainda assim não me escutar,
é porque perdi-me de ti ,
dentro de mim;

Assim , se eu fosse você ;
me perderia em mim
para esquecer esta solidão em ti;




5 de janeiro de 2010

Meu eu em mim

Às vezes me procuro
e nem sempre me encontro ,
torno-me presente
e às vezes continuo passado,
grito silêncio ,
me ouço às vezes,
me confundo milhares,
reavalio sempre,
se me contento ?... quase nunca,
Se me apego ,
sufoco,
se te deixo , me incomoda ,
mas se não queres... não insisto,
Sou às vezes um x , às vezes y...
mas ... se me queres sou sempre xy!
Rosa Rocha