27 de agosto de 2008

OLHARES

Foto: Cris Barufi
A cada veio de água que escorre pra lugares que ninguém sabe , vejo ilusões que um dia pensei que fossem reais ;
A cada saudade que surge por cima de saudades, a mim , chegam lembranças que de nada mas se faz valer !

24 de agosto de 2008

Isabella Taviane - Mais Uma Vez

Foto: Rosa Rocha/Cris Barufi

Nossa, quanta felicidade !! Fui mais uma vez ao show da Isa e como sempre perfeito !! sua maquiagem ,sua roupa e a sensação de amizade e cumplicidade , entre ela e nós é simplesmente , assim... Eu e Cris como sempre abrimos o local , chegamos cedo e ali ficamos espiando ,tentando ver algo ,pra saber antes de todo mundo o que se passava por ali... naquele solo sagrado,chamamos a produtora do evento que por sua vez chama a empresária da isa , que com uma simpatia que muitos não tem, nos permitiu que adentrássemos o local , que estava radiante e muito , mas muito sublime ,pois isa estava na passagem de som ... e num clima descontraído selecionava o melhor do seu talento pra logo mais. Pronto terminou o ensaio , ela já podia nos atender , fomos nós desprendida do que seja , abraçamos beijamos e presenteamos Isa e Marco com a nossa camiseta - fã clube ( peixinhos do Planalto) , que adoraram , tiramos fotos autografamos nossas camisetas e nos aliviamos os corações. Pronto ,agora faltava só o show , fizemos a social , ficamos por ali até começar o que estava prometido pra noite ... Glau e Miara chegam e assim completam o quarteto , fazendo a noite ficar completa ... vem uma , duas , três , quatro cantoras antecedendo a grande apresentação... Ela começa seu show , com mon amour ... e nós na grade ; mas o que que é isso , tem espaço só para os vips e nos não ficamos com tão perto quanto pensamos estar [:(], mas é ai que surge a mesma moça que antes nos colocou antes de todos no evento e consegue que ficássemos lá , na área vip. Então estávamos como sempre ficamos , aos pés da sublime Isabella , seu show como sempre é um espectáculo dos amantes , e românticos..fazendo cenas e acontecimentos inacreditáveis , amores sendo confirmados durante a música diga sim, e confirmação de nossa liberdade , do nosso não importar , de nossas mentes livres de amarras !! Sua presença e de palco já não é segredo pra gente , e é isso que talvez não entenda , como ir a um show 2 , 3,4 vezes e não se sentir saciada desse veneno ou será antídoto para dores e alegrias , que se matam e sobrevivem com cada soar de canções pra grandes amores , para anjos e demônios , para sim's ou não's ,podres instantes que se condizem e traduzem inconfundíveis amores e temores ! Assim , continuo não entendendo , esse momento ... que parece parar ;estagnar pra que possa relembrar àqueles momentos , Nesse foi diferente , preferir não gritar tanto ... pois queria curtir o show em toda sua magnitude , ouvir o que realmente me cala o coração ou ensurdece os ouvidos do mundo , Sentir , que o amor que tenho ,não é só meu , que o amor de um tudo , é o todo de um monte , e que a saudade de meus olhos e só minha ; E curtir isso com minha pele e voz é inesquecível !

22/08/08

Foto: Rosa Rocha

20 anos da fundação palmares ....
20 anos de comemoração,por uma luta de direitos iguais , para um tanto que de tanto pedir ... talvez nem creia mas em ações que realmente valham,e por isso hoje viva mais feliz , pois passamos a acreditar em nós mesmos e assim buscamos ser os melhores , e conseguimos com isso um reconhecimento de nossa própria sociedade individual.
E para abrilhantar essa noite ninguém menos ou mais que Zezé Mota ,que nos presentou com sua belíssima voz e interpretação juntamente com a maravilhosa Maga - Margareth Menezes que com sua presença forte , de uma guerreira , talvez nem precisasse cantar tanto,pra dizer que a bahia é aqui , que o melhor do Brasil somos todos nós e que o Primeiro mundo , é tudo isso !!

14 de agosto de 2008

Verdades Passadas


na veracidade dos fatos ...
tornou-se assim!
ouvidos mudos,
pensamentos vadios,
sentimentos sólidos.
esquinas se encontram,
para que se percam em caminhos , que não se sabe ,
ainda assim , somos nós !
as melodias do acordar ,
tornam-se às mesmas ...
risos frouxos passam a ser assim... frouxos
e os olhos já não são mais os meus ,
mentiras ditas ,
agora talvez ,tornam-se verdades...
e na agonia de um dia passado,
os toques suaves...hoje avesso do acaso,
veem verdades ,
disturbios ,
e delírios ...
ilusões ou vertigens,
mas juntos e precisos...

12 de agosto de 2008

PAULLA TOLLER

Foto: Rosa Rocha/Cris Barufi
Simplesmente emocionante! A Paula Toller com seu vestido preto básico , tornou àquele meio de noite ,um dos melhores do mês até agora, o shopping lotado onde não cabia desengano de amor por aquela música , o desejo que todos tinham ali , de escutar sucessos antigos era incabível , mas ela fez com que todos admirassem seu trabalho solo : só nos, que por sinal está lindo , louvável de escutar , um bom remédio para ouvidos que já estejam calejados de escutar uma música bocejada de tédio e sem conteúdo! Fui com minhas amigas que trouxeram seus amigos e assim tornamos um show que tinha tudo pra ser mais um de tantos que já fomos juntas , em um simplesmente ,fantástico ... não pelas músicas , que também nos acalentaram , mas por estarmos mais uma vez reunidas. Na grade , em pé , com máquinas a postos ,cantando , gritando , esse é o nosso ponto de encontro...e assim conseguimos unir uma amizade que está se tornando inexplicável ... não é Cris !!!??? Com uma espera na lua ... outra em casas de sapê , a noite foi se tecendo como se nada tivesse a acontecer , aventurar-se por ela, era o que no propunha a mesma , e aderia, a essa sua proposta quem coragem tivesse para desatar cada nó de um luar tão sorridente . Decidimos não dormir ,pra que ela ficasse conosco um pouco mais , e assim firmasse com cada brilhar de estrela , nossos olhares sobre a alegria de estarmos assim , sempre por perto!!

5 de agosto de 2008

AQUI

Nas ruas escuras do meu coração , procurava quase que continuamente uma fecho que seja de algo que pudesse colorir os meus dias , quase que sem fim .Por alguns instantes esse fecho aparece , mas com uma luz ínfima que quase não a percebera , nem sempre o enxergava ,mas sentia o seu pequeno calor que sempre se esforçava pra que eu sentisse sua presença , ali , me protegendo e me dizendo em seu silêncio , que estavas comigo.