25 de setembro de 2010

Por onde Andei...


Cabelos longos ,
dentes afastados,
vontades inesperadas,
surtos emocionais,
carências anormais,
solidão ,
tristeza,
cabelo curto,
coração cheio,
você,
vazio,
lembranças,
lembranças,
lembranças,
saudade,
saudade,
medo,
agonia,
vontades!
esperas!

21 de setembro de 2010

Por Quê


Já não sei ,
a noite lembranças boas e ruins se espocam no ar ,
e a sensação de alívio e dor se confundem ,
a impressão de feridas curadas se desfazem como num lampejo de luz,
perguntas antigas veem assombrar ,
e numa tentativa desesperada de salvação ,
lanço-me num espaço sem horizonte onde não se sabe onde chegar...

no espelho me olho ,
e nada encontro ,
estou só ,
e sem me reconhecer ,
toco-me e nada sinto ,
(silêncio...)*
e às vozes de sofrimento param ,
(será que adormeci,penso...)*
olho para o lado , e nada encontro,
olho - me novamente e percebo , que estou
e sem pensar no que realmente quero ,
volto a usurpar , meus pensamentos e me tomo como pessoa que sou;

19 de setembro de 2010

Leila Pinheiro e Pedro Mariano



Foto: Rosa Rocha

Era noite de sexta-feira e eles vinham brindar mais um fim de semana na vida de quem busca incessantemente encontrar a felicidade em gotas de oportunidades ofertadas.Não cantaram o que normalmente gosto de ouvir deles mas , me encantaram com magnificas interpretações de João Bosco , a alegria assaltava cada nova música ,cada novo tom ... às luzes quentes do palco ,transportava-se ao meu coração com sensação de paz e ternura , uma noite verdadeiramente mágica ... .

7 de setembro de 2010



Na contramão da saudade ,
a felicidade se hospeda em um coração acostumado a escassez ;


4 de setembro de 2010

E Tudo Era Ilusão


E tudo era ilusão,

o seu sorriso a mim,

seu perfume,

seu impudor!

O seu chamado não era pra mim!

suas mão não estavam em mim!

aqui , apenas a vontade ficou !

o corpo febril negava a certeza ,

o seu olhar não era mais pra mim ,

e restou a saudade que não se exauriu ,

o suor ,a saliva ali existiam ,

mas não era a minha que sua boca pedia,

era só o meu desejo que sucumbia em sonhos,medos e covardia!