17 de junho de 2009


Os dia quentes desta cidade
não me deixam imaginar ,
o quão bom és, sentir-te sobre mim,
Esse seu tocar me invade e me torna por inteira,
e entre suas mãos quentes
talvez nem perceba,
que chego a fraquejar,
por grandes segundos que tornam-se infinitos,

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita , e sinta-se a vontade para comentar!