9 de maio de 2013

MÃE ... E ESSA FALTA QUE ME FAZ...




É, já se passaram 17 anos dessa falta, deste vazio que em meu peito faz morada ,
são longos anos de lágrimas suspensas ,de pesar no coração .
Muitas saudades dos sorrisos ,dos afagos, dos apelidos, do carinho ...
A lembrança das mãos firmes;
da pele clara ,
da voz que em silêncio exigia o respeito;
da serenidade em tratar os problemas ,
da facilidade em lidar com a carência dos outros ...
O tempo , esse não se encarregou em curar as feridas,
não diminuiu o amor ,
 não fragilizou a afinidade;
Mas retirou abraços,
minou privilégios,
evitou brigas,
 importou saudades.
Tudo ainda por se dizer ,
tudo a se fazer,
e quase tudo por construir.
Mãe ,você foi e é a rocha inabalável da casa ,
que mesmo na distância continua a conduzir nossas almas ,
 a minha alma,
agradeço a Deus pela oportunidade da convivência e da felicidade de ser sua filha ,
 espero que além do nome também tenha herdado o frescor de viver, mais também toda a  sabedoria e doação.
Feliz dia Das Mães [:)]

2 comentários:

  1. Nossa que lindas palavras, só quem conheceu tia Rosa pra saber o valor dessas palavras...me fez lembras daqueles passos largos naquele corredor de piso vermelho em direção a cozinha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. é Eliana , a saudade é imensurável ... obrigada pela visita.

      Excluir

Obrigada pela visita , e sinta-se a vontade para comentar!