3 de julho de 2008

MOMENTOS



Quero falar mesmo desta sazonalidade de sentimentos que por alguns minutos , instantes , dias ,sei lá , tornam -se gargálos em nossas vidas , sentimentos não tolos ,pois não acredito em sentimentos fúteis, mas talvez desencorajadores .
Não por falta de força ,mas por máscaras dos mesmos , às facetas que nos mostra e apresenta-nos a uma nova fase da vida, é desprovida sempre de uma face de cinismo , de que tudo sempre dará certo , e sabemos que é o que quase nunca acontece .
Com esta tal força nos impulsionando , amamos ,desamamos , fazemos até samba ...
e alegrias delirantes nos mostra a forma fácil da alegria descarada e fértil .As atitudes , de coragem ou falta dela se enfacetam de fantasias e orgasmos saudosos nos momentos de clareza vital .
Momentos esses , que demonstram toda nossa fraqueza diante do mundo apresentado , e a sensação de incapacidade preenche um vazio ainda não encontrado.As formas desse quebra cabeças , começam a encaichaxar-se , e como se fosse uma brincadeira de lego , demonstra-se como se nada fosse ou se nada tivesse , nos momentos seguintes .
Feridas que queriam voltar a viver são novamente esquecidas , lugares queridos tornam-se platônicos , amores voltam a ser visíveis, e o instante que passou , volta a ser habitável .

Um comentário:

  1. Oh! mulher que escreve palavras difíceis....

    Como sempre seus textos vem na medida certa. E o coração se mostra mais e mais.

    Parabéns sempre e sempre... Bjoks!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita , e sinta-se a vontade para comentar!