13 de maio de 2009

ONTEM


Eu queria escrever sentimentos ...

e não consigo escrever muito sobre alguns assuntos,
sobre o meu Pai é o que menos tenho ,
talvez por ser muito niña ...mas daquele carinho que ganhava sempre que ele retornava da rua ,
de mim nunca esquecia e uma balinha sempre trazia para meus olhinhos amendoados vibrarem, e nesses instantes aprendia de pouquinho a pouquinho a flutuar;
seu botão de camisa com o primeiro sempre aberto para o calor evitar , homem de dedos grossos , talvez de muito trabalhar, passos marchados como se tudo quisesse alcançar,
É, mais aquele olhar choroso é do que mais me comovo , parecia que sempre ao olhar-me estava se despedindo , com uma lágrima no canto dos olhos , que já cansados , ler já era um sacrifício;
Sempre me falava de seu maior desejo que era me ver formada , pelo menos no 1º grau! não me alcançou com seu desejo ou eu não pude correr pra alcançar junto ao mesmo.
Com o tempo já decorrido , me foi dito que ele não me conhecia , ele só via vultos ,não sabia que eu a Rosinha era negra como ele e não branca como a mãe , que seus lábios puxaria e que meus olhos traziam a profundidade do olhar de mãe ....
E nesse dia de ontem , renovo-me as lágrimas e revigoro meus sentimentos ,agradeço também pelas oportunidades oferecidas, ainda que talvez "tortas "; e permito-me conhecer -me o já esquecido ou evitado !!
Contudo , sempre ao olhar a minha frente , sempre o enxergo com àquele olhar de quem diz : Estou aqui !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pela visita , e sinta-se a vontade para comentar!